17 de outubro de 2008

O que guarda o coração?!



Estou a preparar uma exposição intitulada O que guarda o coração?!.
Gostava de contar com a vossa colaboração. Podem responder a esta pergunta: O que guarda o coração de qualquer um de nós?
Muito obrigada! Bom fim de semana.

Obrigada Tiago por este post :))

37 comentários:

miriam disse...

o meu guarda muitas coisas, pequenas e grandes...
restinhos de vida, lindos amigos, a minha família, e tudo o que faço que é sempre com muito amor ;)

lucie disse...

Guarda todos os segundos, todas as imagens, todas as pessoas, todas as viagens, todas as emoções, todos os sentimentos....


mesmo que não nos lembremos... guarda toda uma vida...


Por isso é que o "usamos" para amar...

Porque lá tudo é cozinhado em lume brando...
E depois servido aos amigos para que também eles possam provar de nós...

é assim que tricotamos a nossa vida à dos outros... Pelo que trazemos no coração...

helena zália disse...

Obrigada Miriam e Lucie pelas vossas palavras fantásticas! Vão ser uma inspiração para mim!
:))

lucie disse...

ohh de nada...

que honra poder ser inspiração de trabalhos tão belos ;) fico anciosamente à espera! :D

Alina Chau disse...

Beautiful!

wishes & heros disse...

O coração guarda tudo o que lá quisermos colocar.

beijos

helena zália disse...

Obrigada Ricardo ;)
Thank you Alina

lili disse...

O meu coração guarda tudo o que os meus olhos já não vêm, o que o meu olfacto e a minha pele já não sentem, o que deixei saborear e ouvir, e depois, quando menos espero, aos pouquinhos, faz-me reviver coisas que nunca pensei que pudesse guardar dentro de mim!

Claudio Cerri disse...

Great atwork on this blog!

helena zália disse...

Adorei as tuas palavras Lili :*)
Thank you Claudio!
:)

parisa mahmoudi disse...

so perfect,I really love to see it's completely.

Ana Albuquerque Barata disse...

Aventurei-me no seu blogue porque sou de S. João da Madeira, e vim "descobrir" as ilustradoras do 1º Encontro de Ilustração no feminino. E vi a sua pergunta. Acha que posso responder?
O meu coração encerra tudo, e entreabre apenas umas poucas coisas:
- encerra as mágoas, as tristezas, as perdas, as frustrações, as lágrimas (principalmente as que não choro; porque o faço pouco), as desilusões, o que não fiz, onde não fui e o que não disse (o que é também é pouco, porque a velocidade da minha língua é infinitamente superior à dos meus neurónios, para grande pena minha);
- entreabre as alegrias, o riso das minha filhas, o nascer do Sol, num dia frio, as gotas da chuva, o vento a soprar as folhas, os bilhetes escritos por amigos (e que guardo religiosamente na minha agenda, para melhor os lembrar), os cheiros, tantos cheiros (de terra molhada, de doces e compotas, da lenha a arder na lareira, dos bebés e das roupas de bebé, de gatos e de cães), as imagens, todas, dos bons momentos.
Felizmente guardamos as coisas piores, bem guardadas, e mostramos as melhores.

helena zália disse...

Thank you Parisa! :)

Muito obrigada Ana! As respostas de cada um têm-me surpreendido e fico muito agradecida pela vossa colaboração, com palavras tão cheias de significado. :*)

O Sonho d@ Bubulet@ disse...

Olá :D

Desculpa a invasão, mas adorei a pergunta e gostava de responder.

O meu coração guarda-me a mim, a ti e ao que vem lá ao fundo da minha vida.
Guarda o melhor e o pior,O bem e o mal.
Guarda a vida e a Morte.
Guarda o sonho e a realidade.
O meu coração não tem fundo, por isso guarda tudo. E na sua circulação leva à lembrança a vida que passou, e respira pela vida que virá.
E no final guardará o que de melhor se sente - guardará uma vida feliz.

Espero que gostes.

Beijinhos
Marta

helena zália disse...

Olá Marta :)
Não é nada invasão, é um prazer para mim contar com a colaboração de todos. Muito obrigada, adorei as palavras. :*)

Mãos à Arte disse...

O meu coração guarda muito Amor, Respeito, Admiração e também muita TRISTEZA por tudo de mau que se passa no Mundo, principalmente com as crianças.
Por vezes só nos apecebemos das coisas quando estão debaixo do nariz e não devia ser assim. Vejo agora pelo meu neto pequenino o que chora se a mãe se atrasa a dar o peito e os que não tem nada para dar? Que DOR tão grande vai no meu peito.

Veronica disse...

Resumo em duas palavras: Amor e dor. Pq não há como enchê-lo só de amor, como desejaríamos. Somos humanos e esse binômio nos acompanha.
Bjsssssss

helena zália disse...

Muito obrigada Ana e Verónica pelas palavras.
:)

Graça Paz disse...

O meu neste momento guarda uma enorme paixão!

helena zália disse...

Que bom Graça, muito obrigada!
:)

Luciana disse...

Pode ser banal dito assim mas acho que os coraçoes guardam mesmo os nossos tesouros, isto é, guarda aquilo que non fez quem somos, aqueles que amamos e tudo a que damos maxima importancia mas também as desaventuras e os sentimentos piores também ficam là escondidos, nao?
O meu coraçao, guarda meus amores - familia e amigos - e lembranças, muitas e muitas delas! E' mesmo cheio de lembranças de coisas boas e ruìns. Nao hà espaço para guardar os sentimentos ruìns mas lembro bem de tudo o que sinto e senti algum dia. Enfim, lembranças sao mesmo tesouros.

Boa sorte no seu trabalho!

helena zália disse...

muito obrigada Luciana!
:)

Anónimo disse...

gostava MUITO de expor em V.N.Gaia!
livraria.velhotes@velhotes.com

.cecilia. disse...

hola helena
qué pregunta grande...

nos guarda

un abrazo

helena zália disse...

obrigada Cecília!
;)

Anónimo disse...

O meu guarda-me a mim e aqueles que o têm...
Posso dizer que está cheio e por isso grande!!
http://www.flickr.com/photos/fiosdelinha2/

patricia lima disse...

o meu coração é um arranha-céus cheio de pequeninas portas. o meu coração guarda as chaves de todas elas e abre-as a todo e qualquer momento. às vezes fecha-as também, mas pode sempre lá voltar, assim que lhe apetecer. atrás das pequeninas portas vivem pequenos seres, vivem pessoas, animais, objectos e flores, coisas e momentos que me marcaram e me fizeram pensar, sorrir, chorar ou pensar. o nosso coração é pequenino mas nele cabe tudo e pode sempre caber mais! :)

helena zália disse...

"Fios de linha" e Patrícia, muito Obrigada!
:)

angela* disse...

Não sei ao certo o que guarda, do que é feito, nem que forma tem, muito menos a que cheira!
É como que um quarto bagunçado, cheio de coisas, desde das mais obvias às mais impensáveis.
E no meio dessa confusão, existem momentos de pura beleza e é nesse instante em que pensamos: ainda bem que existes coração! :)

muito obrigada por partilhar com todos nós tanto talento...

João Alberto disse...

O meu coração deve assemelhar-se a uma enorme gaveta desarrumada para onde vou atirando as tralhas de uma vida.

Por vezes não conseguimos escolher o que nos toca no fundo do coração e fica lá para sempre. Uma atitude simpática de quem não esperávamos muito, um sorriso amigo, um olhar, uma imagem feliz…

Guarda tudo o que eu deixo ir além da aurícula direita…

Mas também há tantas coisas que eu tento não guardar… tudo o que poderia envenenar a minha vida: ressentimentos, tintas negras em frascos mal vedados, portas fechadas, barreiras, …

helena zália disse...

Muito obrigada Ângela e João!
:)

Cristina Troufa disse...

Muito muito muito AMOR por este Mundo Maravilhoso.
Beijinhos!

ana b disse...

o meu guarda o meu menino...

Anónimo disse...

...Amiga, o meu guarda anos de vida, com a presença de todos aqueles que comigo partilharam/partilham cada momento...com carinho, muito carinho... (bjs, Adriana)

Anónimo disse...

...Amiga, o meu guarda anos de vida, com a presença de todos aqueles que comigo partilharam/partilham cada momento...com carinho, muito carinho... (bjs, Adriana)

helena zália disse...

muito obrigada Cristina!
beijinhos especiais para a Ana e Adriana, obrigada!
:)

zorp disse...

o meu guarda...
sonhos de sempre...
cheiros e sabores de ontem...
família e amigos ausentes...
coisa boas, coisas más...
amores e desamores...
gotas de chuva e brisas marinhas...
lembraças para sempre!